“Você decidiu ir embora, lembra? E eu não me esforcei pra mudar isso, porque eu tinha percebido que pra você… Era tanto faz.”
robin and stubb (via sussurrosdeumanjo)

“Porque eu sempre tive medo de palhaço, escuro, fantasma e barata. Mas nada disso chega perto do meu medo de perder você. E se eu tô soando como uma menina egoísta que acha que a vida é uma droga sem você, que seja. Porque ninguém nunca teve coragem de ser pra mim o que você é.”
robin and stubb (via cadaumnasuaestrada)

“(…) É complicado abrir mão de você.”
— Robin and Stubb. (via mina-do-sorriso-bonito)

“Eu me embolei em você, eu me agarrei tanto a você… Que quando você quis ir embora, eu não soube te soltar.”
robin and stubb.   (via lhamasemcor)

“Ele realmente não precisava de mim pra nada. Quando eu precisava dele pra tudo.”
— Robin and stubb. (via zona-deconforto)

  • - Sabe o que cairia bem em você?
  • - Stubb se você me disser que você cairia bem em mim, eu juro que desisto de você.
  • - Eu não cairia bem, cairia ótimo. Combino com você.
  • - O que? Você tá me zoando, né? Você não combinaria comigo nem se você quisesse muito.
  • - Claro que eu combino contigo. Eu sou um idiota, tu não é muito diferente disso.
  • - Você é bem idiota, bem mesmo.
  • - Sou idiota porque continuo contigo? Concordo.
  • - Não. Você é idiota porque é. Sério, eu mereço coisa melhor.
  • - Tu é tão teimosa, que não consegue nem aceitar o que tu gosta. Sabe que não vai me largar, mas teima em achar que consegue. Tá vendo como a gente combina? Eu tenho atitudes imbecis, e você tem pensamentos babacas.
  • - Sua sinceridade é comovente. O que você não entende é que as vezes você me cansa. E cansa muito. Você é uma porcaria, Stubb. Daquelas que fazem mal pra saúde. Você pode ter certeza que tá longe de ser coisa boa.
  • - Já você, é boa até demais. Você é toda chata, toda nhenhenhe. Tu é toda não-me-toque, e eu nunca gostei disso. Se fosse algum amigo meu gostando de você, eu com certeza diria que ele tem um péssimo gosto. Na verdade, falo isso pra mim todo dia. Mas nunca me escuto. E acho que pior do que você, só eu. Porque continuo no teu pé.
  • - E você acha mesmo que é uma pessoa fácil de lidar? Você é a pessoa mais ogra do mundo. Tudo o que você sente você esconde. Você é um otário, Stubb. Me perde todos os dias. O problema é que depois você me ganha de novo. É tipo, sei lá. Um ciclo vicioso.
  • - Que você gosta.
  • - Quem disse? Eu odeio tudo que vem de você. Só não te odeio porque sou idiota. Porque tenho todos os motivos pra te odiar e nunca mais olhar na sua cara. Mas é que… Sei lá. É complicado abrir mão de você.
  • - É complicado porque a gente combina, cara. Tu sabe que eu tenho todos os motivos pra te largar de mão. Tu sabe que faz coisa errada, que tá sempre cercada de gente. Mas é que, porra, sou dependente de você pra caralho. E odeio isso na mesma intensidade.
  • - Você é um completo idiota.
  • - Nem preciso dizer porque a gente combina, né?

“Eu sempre fui feliz com você. E a sua falta ainda me dói todos os dias.”
Robin and Stubb.  (via a-bandonadaporvoce)

“E você é aquele meu mapa rasgado. Você é um quebra-cabeça sem as peças. E o meu problema é querer te resolver mesmo sabendo que você não tem solução.”
robin and stubb. (via sussurrosdeumanjo)


“Mesmo que a gente dê errado, mesmo que a gente não seja certo um pro outro. É a minha bagunça que tu curte, são tuas complicações que eu gosto. Não dá pra entender, mas é isso que a gente é.”
Robin and Stubb (via overdose-de-textos)

“Mas tu faz uma falta enorme quando tá longe, e uma presença insuportável quando tá perto. Eu bebo você, mas depois quero te cuspir.”
— Robin and stubb. (via zona-deconforto)

A gente é certo um pro outro, mas é errado pra ficar junto. A gente não se merece, não combina. Mas, sei lá, não parece certo ficar separado. Do mesmo jeito que parece totalmente errado ficar junto. Tem tudo pra dar certo. Mas é que a gente só sabe fazer dar errado.
robin and stubb (via manuscritoimperfeito)

“O problema é que nem eu nem você temos coragem de admitir nem 5% do que a gente sente.”
— Robin and Stubb. (via mina-do-sorriso-bonito)

“Li esses dias uma frase que era tipo assim “a gente tinha tudo pra dar errado, e deu certo”. Tentei te encaixar no meio dessa frase, e dei risada porque por essa frase pra nós dois, é o mesmo que contar uma piada. Stubb, ainda não aprendi a ser imatura o suficiente pra entender o seu jeito. E você ainda procura um pouquinho de maturidade pra entender o meu. Você por acaso sabe fazer alguma coisa dar certo? Acho que sua sina é dar errado, Stubb. E a minha sina é tentar mudar a tua. Eu podia mesmo por aqui que a gente tinha tudo pra dar certo, mas, veja bem… A gente não tinha. Nada, nadica que pudesse dar pelo menos um pouco certinho. Até quem vê de longe, Stubb, conhece bem esse teu cheiro de cafajeste bem lavado. E eu sabia bem disso, acho que eu meio que tampei o nariz. Sabe? Você é meio tudo-pra-dar-errado e eu sou meio metódica. Eu quero tudo certinho e no lugar, e você estragou tudo.“Você tem belas coxas, Robin. É um belo mapa e um bom aroma pra seguir”. Você tem uma bela barba bem feita, Stubb, e um belo mapa e um aroma de cafajeste horrível pra seguir. Sabe aquele negócio de “só não deu certo nesse momento”? A gente não deu certo em nada.“Mudei de perfume, viu, Robin?” “Que interessante, mas a canalhice é sua essência.” “E as tuas coxas ainda são os meus mapas favoritos”. E o teu jeito de encrenca, Stubb, ainda é a coisa mais errada e péssima do mundo. Mas, infelizmente, todo yin tem um yang. E com a gente não foi nem um pouquinho diferente. Sabe o que é? A gente tinha tudo pra dar errado, e deu.”
— Robin and Stubb. (via palavras-e-sentimentos-sinceros)

“Ele levantou o olhar e deu um sorriso. E eu percebi que queria ver aquele sorriso pra vida inteira, ainda que uma vida fosse muito pouco.”
— Robin and Stubb (via palavras-e-sentimentos-sinceros)

THEME ©